Conheça as novas metodologias de ensino que estão revolucionando a educação

Tempo de leitura: 3 minutos

 

Sala de Aula Invertida, Aprendizagem Baseada em Projetos, Aprendizagem entre times… Você com certeza já deve ter ouvido falar nestes assuntos. Mas o que são? Todas estas metodologias, conhecidas como Metodologias Ativas de Aprendizagem, possuem como foco central o aluno e o desenvolvimento de uma aprendizagem autônoma e mais participativa, a partir da resolução de problemas e com bastante interação e colaboração entre os estudantes. Neste caso, o professor deixa de ser o detentor de todo o conhecimento e passa a assumir um papel de facilitador.

Mas dizer que o aluno é o centro do aprendizado e que o professor é um facilitador não diminui a importância do professor nem significa que o aluno determinará o que irá aprender. Pelo contrário, o professor deve elaborar uma trajetória de ensino com objetivos claros e definidos e sempre pensando no resultado que deseja obter ao final desta trajetória.

Apesentaremos aqui alguns exemplos que podem ser aplicados em sua escola:

Aprendizagem baseada em problemas A aprendizagem baseada em problemas, do inglês, problem based learning (PBL), tem como objetivo fazer com que os alunos aprendam por meio de resolução de desafios. Os problemas são propostos dentro de um contexto específico e os alunos trabalham em grupos para tentar chegar a uma solução. Normalmente estes problemas estão relacionados a questões reais e permitem que os alunos desenvolvam habilidades de investigação, elaboração de hipóteses, além da criatividade na resolução dos problemas. Nesta metodologia, o professor é um mediador, ajudando os alunos a descobrirem sozinhos suas soluções, que não são únicos.

Aprendizagem baseada em projetos A aprendizagem baseada em projetos é derivada da aprendizagem baseada em problemas pois propõe que os alunos desenvolvam um projeto com a “mão na massa”. Da mesma forma que a anterior, esta aprendizagem exige que o professor proponha um projeto relacionado com assuntos contextualizados e que despertem o interesse dos estudantes. Um exemplo desta metodologia é o movimento maker, que propõe o “aprender fazendo” e o “aprender a fazer”, podendo levar os alunos a aprender atividades que vão desde a marcenaria e a costura até a robótica.

Aprendizagem entre times A aprendizagem entre times, do inglês team based learning (TBL), utiliza a ideia da criação de equipes de alunos para trabalhar temas de pesquisa em grupos e compartilhar ideias. Nesta metodologia o professor pode propor um estudo de caso ou projeto e os alunos resolverão as propostas de maneira colaborativa. Assim, eles aprenderão de uma maneira colaborativa e desenvolverão pensamento crítico por meio de reflexões e discussões em grupo.

Sala de aula invertida A sala de aula invertida pode ser utilizada juntamente com as demais metodologias ativas. Ela tem como objetivo substituir as aulas expositivas por aulas online, que o aluno pode acessar de casa ou de qualquer outro lugar. Nesta metodologia, o professor encaminha as aulas para os alunos e o espaço da sala de aula passa a ser utilizado para a realização das outras metodologias, como projetos e pesquisas. Esta metodologia otimiza o tempo do professor e permite que suas

aulas se tornem mais interessantes e proveitosas para o aluno. A sala de aula passa a ser um local de reflexão e criação, e não mais um local de reprodução do conhecimento.

No próximo texto, daremos dicas de como você pode usar as ferramentas da Microsoft 365 Education nestas metodologias ativas e deixar as aulas de sua escola muito mais interessantes e proveitosas para seus alunos.

 

  Bruna Lemos

Professora Steam, Robótica e metodologias ativas usando Office 365.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *